Canadá - Vancouver - Stanley Park

Como já informei no post anterior, chegamos no hotel em Vancouver às 16h, após um longo voo, mortos de fome. Partimos, então rumo ao Stanley Park, para realizarmos nosso “almo-janta” no restaurante Teahouse, cuja reserva havíamos efetuado por intermédio do site Opentable.

Teahouse

O dia estava incrível, com muito sol e calor, sendo que de nossa mesa tínhamos uma visão das praias do Stanley Park lotadas de banhistas aproveitando seu último dia de férias.

Third Beach
Acabamos escolhendo a promoção do dia: um combinado com 3 tipos de pizza que incluía a cerveja local – a Stanley Park Amber Ale. Estava tudo muito gostoso e o preço foi honesto.

Stanley Park Amber Ale
Após terminarmos nossa refeição, decidimos explorar o Stanley Park. Várias pessoas resolvem conhecer o Stanley Park alugando bicicletas ou patins.

O Stanley Park foi criado em 1888, sendo uma imensa área verde repleta de atrações, em seus 409 hectares. É um paraíso da vida selvagem que atrai os moradores e turistas de todo o mundo.
 
Mapa do Stanley Park


Como o estacionamento no parque é cobrado, resolvemos adquirir um passe de 24 horas, pois seria mais cômodo, em virtude da grande extensão do parque e seus diversos estacionamentos. Adquirimos o passe com o meu cartão de crédito na máquina situada ao lado do Teahouse por 10 dólares canadenses.

Nossa primeira parada foi no Brockton Point, um mirante com excelentes vistas da cidade.

Vista do Canada Place

Vista da Lions Gate Bridge
 
Vista da Lions Gate Bridge
Em seguida rumamos para outro mirante, o Prospect Point, que proporciona aos visitantes as melhores fotos da Lion Gate Bridge.

Vista da Lions Gate Bridge

Prospect Point
Em qualquer ponto do parque que resolvíamos estacionar, belíssimas fotos surgiam sem qualquer esforço.

Vista do Canada Place

Encerramos a nosso passeio pelo Stanley Park visitando os famosos “Totem Poles”, que são oito grandes totens que possuem uma história própria. Em 2001, um centro interpretativo foi construído no local para contar um pouco dessa história.

Totem Poles

Totem Poles

No parque existem, ainda, outras atividades como passeios de carruagem, um aquário imenso, onde as estrelas são as belugas, uma mini ferrovia, lagos, praias, mirantes e diversos monumentos.

De volta ao hotel resolvemos guardar o carro e caminhar até a praia para assistirmos ao famoso pôr do sol da English Bay.

Pôr do sol em English Bay

Pôr do sol em English Bay

Pôr do sol em English Bay

Pôr do sol em English Bay
No próximo post descreverei como foi o nosso segundo dia em Vancouver.

Comentários

Postagens mais visitadas