Niterói – Um passeio pelos Fortes São Luis e do Pico

Neste post, continuaremos o nosso passeio pela Zona Sul de Niterói que, conforme comentado no post anterior, possui o segundo maior complexo de fortes e fortalezas do país. Datada do ano 1555, a Fortaleza de Santa Cruz foi a 1ª fortaleza erguida no entorno da Baía de Guanabara. Os Fortes Rio Branco e Imbuí localizam-se em mar aberto e dispõem de uma série de atrativos naturais. Dos Fortes São Luís e do Pico tem-se uma visão deslumbrante do Oceano Atlântico, de Niterói, da Baía de Guanabara e do Rio de Janeiro.

Forte São Luís

Fortaleza de Santa Cruz

Após deixarmos o Parque da Cidade, localizado em São Francisco, rumamos em direção a praia de Charitas.

Se quiser comer algo em Charitas, sugerimos dois restaurantes: o Siri, especializado em frutos do mar e o Olimpo, localizado na estação dos catamarãs de Charitas e com uma excelente vista do mar.

Restaurante Siri


Restaurante Olimpo
Restaurante Olimpo

Restaurante Olimpo
Restaurante Olimpo

Restaurante Olimpo


Um pouco antes de chegarmos a praia de Jurujuba avista-se o Forte Barão do Rio Branco ou simplesmente Rio Branco, local onde começa o passeio pelos Fortes São Luís e do Pico.

Do lado de fora do Forte Rio Branco existe um estacionamento e um pouco mais adiante uma pequena guarita, onde se pode comprar o ingresso para o passeio.

O passeio é realizado aos sábados, domingos e feriados nacionais, no período das 10h às 16h e custa R$10,00, sendo que estudantes e idosos pagam apenas R$7,00. Ingresso na mão, é só esperar pela van que leva para o Forte São Luis.

O tour guiado dura em torno de 1 hora e você terá detalhes sobre a construção dos fortes São Luiz e do Pico, assim como sobre os conflitos militares.

Forte Rio Branco - entrada

Forte Rio Branco - entrada
Forte Rio Branco - entrada

Após uma íngreme subida, chegamos à entrada do Forte São Luís, forte erguido em 1775. Hoje restam apenas ruínas do forte a 180 m de altura, localizado estrategicamente entre a Fortaleza de Santa Cruz e o Forte de Rio Branco. Da época de sua criação resta a grande porta de pedras talhadas e argamassadas com óleo de baleia, formando muralhas de até 15 metros de altura. O Forte São Luiz também é conhecido como “A Machu Picchu brasileira”.

Forte São Luís - entrada

Forte São Luís - entrada

Forte São Luís - entrada

Forte São Luís - entrada

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís - vista da estação de catamarãs de Charitas

Forte São Luís - vista do Pão de Açúcar

Forte São Luís - vista da Fortaleza de Santa Cruz

Forte São Luís - vista da Zona Sul de Niterói

Forte São Luís - vista de Jurujuba

Forte São Luís - vista da Enseada de São Francisco

Forte São Luís - vista da estrada para o Forte Imbuhy

Em virtude de sua posição estratégica, dominando parte da Baía de Guanabara e parte da Enseada de São Francisco, o forte foi artilhado em 1793 com 16 canhões de ferro, servindo ainda como ponto de observação para controle da navegação. Por volta de 1863, por ordem do Imperador D. Pedro II, o forte sofreu reformas em suas muralhas, torres de vigias e ameias (abertura de uma muralha), tendo sido melhorado seu armamento.

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís

Forte São Luís - vista do Forte Imbuhy

Forte São Luís - vista do Pão de Açúcar

Forte São Luís - vista da Baía de Guanabara

Forte São Luís - vista do Pão de Açúcar

Forte São Luís - vista do Pão de Açúcar

Dentro do forte existe a Praça Nossa Senhora de Fátima, penúltima obra da unidade fundada em 07 de maio de 2000 e que possui um oratório com uma imagem da santa.

Praça Nossa Senhora de Fátima

Percorrendo uma pequena trilha, chega-se a entrada do Forte do Pico, a uma altitude de 230 m, sendo avistada à esquerda de sua entrada a Praça dos Portugueses, fundada em 1999, construída em homenagem a Fernando Pessoa, o mais famoso poeta português.

Forte do Pico

Forte do Pico

Forte do Pico - entrada

Forte do Pico - entrada

Forte do Pico - entrada

Praça dos Portugueses

A construção do Forte do Pico foi concluída em 1917, sendo localizado na parte mais elevada do morro, contando com modernos e eficientes obuseiros Krupp de 280 milímetros, importados da Alemanha.

Esses obuseiros eram destinados a atacar com tiros mergulhantes o convés de navios ancorados. Desta forma, podiam atingir os navios abrigados por trás das ilhas. Todas as quatro peças disparavam ao mesmo tempo contra o mesmo alvo. Esses obuseiros ficaram em uso até 1956, quando foram desativados. Tinham um alcance máximo de 12 mil metros.

Obuseiro Krupp

Obuseiro Krupp

Obuseiro Krupp

Atualmente, as construções do Pico ainda preservam, com imponência e grandiosidade, guaritas e muros de pedra já cobertos de vegetação, portões de acesso, corredores, galerias e túneis carregados de mistério e largos pátios rochosos. Do alto do Pico, avista-se, de um lado, a Fortaleza de Santa Cruz, o Morro da Urca e o Pão-de-Açúcar; e, de outro, o Forte do Imbuí e a infinitude atlântica, numa visão absolutamente deslumbrante. 


Forte do Pico - vista do Forte São Luís

Forte do Pico - vista do Pão de Açúcar e da Fortaleza de Santa Cruz

Forte do Pico - vista da Ponte Rio-Niterói

Forte do Pico - vista da Fortaleza de Santa Cruz

Forte do Pico - vista do Pão de Açúcar

Forte do Pico - vista das praias de Jurujuba e do Forte

Forte do Pico - vista da Praia do Forte

Forte do Pico - vista de Charitas

Após esse deslumbrante passeio, voltamos para a entrada do Forte São Luís para retornarmos à van rumo ao Forte Rio Branco, onde nosso carro estava estacionado e com destino certo: a Fortaleza de Santa Cruz. Mas, trataremos dela no próximo post.

Comentários

  1. Belo trabalho fotográfico, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Irei a niteroi dia 22 e gostaria de visitar esses fortes, porem queria saber se a entrada é franca para preparar melhor meu bolso. Se puder listar alguns locais gratuitos tambem serei grato. Obrigado!

    Parabens pelo Blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erico,

      A entrada não é franca!

      Antes era só chegar lá aos sábados, domingos e feriados entre 10h e 16h, pagar, pegar a van e pronto.

      Agora parece que está sendo preciso agendar na quarta-feira anterior ao passeio com o pessoal do forte, pois o contrato com a empresa das vans se encerrou e eles me disseram que esse serviço só retornará em 2015.

      No site constam as seguintes informações para contato com o Forte:

      Tel(s).: (21) 2710-7840 ou 2711-0462 - ramal 36 email.: 8gacosm@bol.com.br

      Espero ter ajudado.

      Grande abraço

      Cláudio

      Excluir
  3. Olá, meu nome é Gabriela e estou participando de um projeto fotográfico de um amigo.
    Pesquisando descobrimos o Forte de São Luis e ficamos encantados, mas por ser uma área histórica e do exército, ficamos em dúvida se poderíamos realizar o ensaio fotográfico. Você saberia me informar sobre? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita Gabriela,
      Realmente o lugar é fantástico!
      Entre em contato com o pessoal do Forte e pergunte. Sinceramente não sei te responder.
      Grande abraço e volte sempre!

      Excluir
    2. Oi, Gabriela! Achei o blog e sei a sua informação. Quando fui em 2014 vi um casal fazendo fotos do pós-casamento lá. Era R$100,00 a hora. Não sei o valor que estão cobrando agora.

      Excluir
  4. Respostas
    1. Geralmente funciona aos sábados, domingos e feriados nacionais das 9h às 16h.

      Abraço e volte sempre!

      Excluir
  5. Ótimo post! Peguei todas as dicas. Estou indo em Outubro. Por coincidência também vou ficar no Ibis Liberdade ! Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas