Maine – Acadia National Park

O Acadia National Park é um dos parques nacionais americanos mais visitados e combina mar, montanhas, penhascos e muito verde em um lugar único! Existe até um fiorde – "Somes Sound" - o único da costa leste dos Estados Unidos.



Para quem quer começar o passeio no Acadia, o primeiro passo é ir até o Centro de Visitantes localizado em Hulls Cove e adquirir o passe de 7 dias no valor de U$20,00. O local conta com um amplo estacionamento e é preciso percorrer uma pequena trilha até lá.

No centro de visitantes podemos ver fotos e maquetes do parque e  também comprar vários produtos, desde imãs até livros, passando por lápis, canetas, blocos e calendários, tudo relacionado ao local.


Antes de começar a contar como foi nosso passeio pelo parque, quero destacar aqui um episódio que ocorreu em outubro de 1947: o Acadia sofreu uma série de incêndios que durou 26 dias e que destruiu 65km2 do parque e cerca de 170 residências.


O principal passeio, e o ideal para quem tem apenas 1 dia para conhecer o parque, é dirigir pela “Park Loop Road”, a estrada de 43km que corta boa parte do parque e que atrai multidões no verão.

O Acadia se estende por regiões mais distantes de Bar Harbor - Northeast Harbor, Southwest Harbor, Bass Harbor e Schoodic Península – mas, infelizmente, não tivemos tempo de explorá-las.


Saindo do centro de visitantes chegamos ao início da “Park Loop Road”, onde os guardas do parque verificarão se os visitantes estão com os seus passes.




Um pouco mais adiante já podemos parar para tirar umas fotos da “Frenchman Bay”.


A partir daí começam a aparecer as atrações mais famosas do parque, como a “Sand Beach”, uma pequena praia dentro dos limites do parque.



Um pouco mais adiante surgem novos pontos de parada de onde se tem uma excelente visão do Acadia, em especial da Sand Beach.


Em seguida surge o “Thunder Hole”, que é uma caverna esculpida em uma rocha, tendo esse nome pelo som resultante do choque da água com as pedras, lembrando o barulho de um trovão.


Como ali é um lugar bem movimentado, existe um amplo estacionamento, e também uma loja e banheiros. Aproveite para tirar umas fotos dali mesmo do estacionamento. A vista é excelente!  


Continuando, surge a “Otter Cliffs”, uma região de onde temos uma das mais belas vistas do parque.




De volta a “Park Loop”, surge uma grande curva à esquerda em uma região chamada de “Otter Cove” que vale a pena dar uma paradinha para caminhar na pequena enseada e tirar umas belas fotos. Mas observe que o local não tem estacionamento nem mirante e muito menos acostamento. Então, todo cuidado é pouco na hora de parar e atravessar a pista, apesar de a grande maioria dos visitantes não andar acima de 40km/h dentro do parque. Mas não tivemos nenhum problema ao quebrar essa regra e não fomos os únicos a parar para algumas fotos.





Mas a região mais bonita do Acadia, na minha opinião, é a do “Jordan Pond”, um pequeno lago cercado pelas “Bubble Mountains”.






A região do “Jordan Pond” abriga uma série de pequenas estradas chamadas de “Carriage Roads”, construídas entre 1913 e 1940, que juntas totalizam 45km, onde carros não são permitidos, apenas os ciclistas e os que querem aproveitar para dar uma boa caminhada. Existem várias belas pontes e riachos ao longo dessas estradas.


Próximo ao estacionamento do Jordan Pond, que estava lotado, existe um restaurante, não menos lotado, pelo menos naquele dia, chamado “Jordan Pond House”. O prédio original, destruído por um incêndio em 1979, foi originalmente construído em 1870. A parte externa do restaurante fica em uma área verde e muito agradável bem próxima ao lago.



Como estávamos famintos, resolvemos ficar por lá e experimentar o cardápio do almoço. Sentamos na parte interna do restaurante e pedimos um “lobster roll” e um “roast beef sandwich”. Tudo muito gostoso!


O restaurante é famoso por seus “popovers” e pelo seu sorvete caseiro. Como nos ofereceram de entrada o “popover” – espécie de pão de queijo – só que sem queijo, feito com trigo e ovos e acompanhado de geleia, não recusamos a oferta e nos deliciamos com a especialidade da casa. Minha mulher gostou tanto que a garçonete gentilmente nos ofereceu a receita.


Após o excelente almoço, rumamos para a estrada que leva ao topo da “Cadillac Mountain”. Vários visitantes vão bem cedo ao alto da montanha assistir ao nascer do sol no pico mais alto da costa atlântica dos Estados Unidos. Realmente lá de cima se tem uma bela visão de todo o Acadia. Vale a pena!





No final das contas achamos que um dia no Acadia National Park foi pouco. O local é espetacular e precisaríamos de mais 2 dias para cobrir as regiões mais distantes de Bar Harbor (Northeast Harbor, Southwest Harbor, Bass Harbor e Schoodic Península). Essas regiões, pelo que andei pesquisando, valem também a visita. Então, se você ainda não planejou a sua viagem, reserve 3 dias para visitar todo o parque, que você não irá se arrepender.

Outra curiosidade é que o dia que visitamos o Acadia (30 de setembro) foi exatamente o último antes da paralisação de 12 dias que ocorreu em todos os parques nacionais americanos a partir do primeiro dia de outubro, por conta da não votação do orçamento de 2014 pelo Congresso dos Estados Unidos. Que sorte a nossa!

Mas se você quiser ver as atrações do Acadia de uma forma diferente, recomendamos o passeio de barco oferecido pela Acadian Nature Cruises. O passeio começa às 10h e sai do píer localizado nas dependências do hotel Atlantic Oceanside, onde nos hospedamos.



O passeio dura cerca de 2 horas e o guia nos conta um pouco das histórias do parque, além das curiosidades sobre as mansões existentes no Acadia.


Logo no início pudemos observar os navios ancorados perto de Bar Harbor, do Bar Harbor Inn & Spa e do próprio Atlantic Oceanside


No decorrer do passeio pode-se ter uma espetacular visão da Sand Beach, do Thunder Hole e de várias outras localidades do Acadia. Uma curiosidade foi constatar que havia pessoas no parque, mesmo ele estando fechado.



Thunder Hole
Durante o passeio pode-se, também observar diversos animais, como focas, golfinhos e pássaros.





Alguns corajosos remadores também podem ser avistados durante o passeio.


Uma cena que não poderia faltar na terra da lagosta era a dos barcos que saem para apanhar as famosas estrelas do Estado do Maine.



Já voltando a Bar Harbor, o barco passa bem perto do “Egg Rock Lighthouse”, um farol de 1875, localizado em uma pequena ilha e que nos renderam belíssimas fotos.





A despeito de muitos passeios de barcos turísticos que vemos por aí, não achamos esse um “passeio mico” não. Foi legal ver e fotografar o parque do lado oposto ao que tínhamos visto e fotografado no dia anterior.

Terminado o passeio, partimos para pegar o nosso carro, pois tínhamos uma longa viagem rumo a North Conway, cidade localizada na região das “White Mountains” no Estado de New Hampshire e que será tema do nosso próximo post. Até lá!


Comentários

  1. Boa tarde Claudio. Seguimos acompanhando o teu blog. Esse parque é realmente muito lindo. Fotos incriveis.....

    Sabe nós planejamos chegar em Bar Harbor na hora do check-in, lá pelas 3 horas e depois já passear. Ficamos esse dia da chegada e mais 2 dias inteiros, só que vamos também até o West Quoddy Park a leste, quase na fronteira do Canada.

    Abraço Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Luciana,

      Você vai estar quase em um dos lugares que mais quero conhecer - Hopewell Rocks. Fica na província de New Brunswick e dentro da Bay of Fundy.

      Um dia vou conhecer, com certeza!

      Abraço

      Cláudio

      Excluir
  2. Oi Claudio, falamos ontem tudo bem?

    Você esteve visitando o Acadia no dia 30/09. Que horas mais ou menos anoitece/escurece no estado do Maine, nessa época? Você lembra? Eu vou estar lá no Acadia do dia 09/10 a 11/10 e depois em Portland do dia 12/10 a 14/10..... É para fins de planejamento....

    Outra coisa que eu queria perguntar: Você já foi várias vezes para os EUA, certo? Como você faz com o passaporte? Se você visita a cidade e volta para o hotel a noite, vocês costuma levar o passaporte para tudo que é lugar, ou só a cópia, deixando o passaporte no hotel? Será que a cópia para transitar no dia a dia é suficiente?

    Obrigada.

    Abraço
    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem Luciana,
      Nessa época escurece lá pelas 18h. Entre 18h e 19h...
      Quanto ao passaporte, eu andava sempre com uma cópia e deixava o original no cofre do hotel. Nunca tivemos problemas com isso, ok?
      Grande abraço e volte sempre!
      Cláudio

      Excluir
    2. Oi Claudio, obrigada.

      Com certeza, voltamos. Estamos acompanhando teus relatos...

      Abraço Luciana

      Excluir
  3. Olá, pessoal!!! Estarei em Portland em março de 2017. É possível chegar até Acadia Park de transporte público???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia amigo.
      Eu fiz toda a viagem de carro.
      Parece que existe um ônibus (71) que sai de Portland e vai até Bangor. De Bangor você teria que pegar outro ônibus até Bar Harbor. O tempo total de viagem dessa viagem de ônibus seria de 5 horas.
      Acho melhor você alugar um carro em Portland e dormir em Bar Harbor.
      Abraço e volte sempre!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas