New Hampshire – Mt. Washington Auto Road

Uma viagem à região das White Mountains, em New Hampshire, não é completa se o viajante não experimentar a sensacional sensação de dirigir até ao topo do Mt. Washington guiando seu automóvel pela sinuosa Mt. Washington Auto Road.




O Mt. Washington é o ponto mais alto do estado de New Hampshire com uma elevação de 1917m, tendo o seu cume registrado a segunda maior rajada de vento do mundo (fora de um ciclone ou tornado) – 372 km/h em 12 de abril de 1934. Durante anos essa velocidade foi a maior já registrada no planeta, só sendo desbancada pela que ocorreu na Ilha de Barrow na Austrália em 1996 - 408 km/h.

Para quem está hospedado em North Conway e quiser subir dirigindo até o topo do Mt. Washington, o caminho a ser seguido é ir pela Highway 16 rumo a Gorham, percorrendo cerca de 32 km até chegar à entrada da Mt. Washington Auto Road que começa na Highway 16 e termina 12,2 km depois no cume do Mt. Washington.

Cabe lembrar que a estrada fica aberta do início de maio até o final de outubro e que os horários variam conforme a época do ano.



Antes de subir a montanha o motorista deve estar atento às condições climáticas lá em cima, pois o tempo no Mt. Washington varia constantemente e a temperatura no início da estrada é bem diferente da que será encontrada no cume.

Logo na entrada deve-se parar na “Toll House” e pagar U$26,00 (carro, incluindo o motorista) + U$8,00 para cada passageiro adicional. Ali, o motorista recebe um adesivo para ser colado no carro com os dizeres: “This car climbed Mt. Washington”. É lógico que cola o adesivo quem quiser, o que não foi o nosso caso.


Também é fornecido um CD de áudio para que o visitante possa ouvir curiosidades, lendas e informações geográficas e históricas sobre a estrada.

Dali já se pode observar o início da estrada e a exuberante coloração da sua vegetação.



Antes de iniciarmos a subida, tratamos de observar o painel que informava a temperatura ambiente de 25ºC, bem como a do cume que estava em inacreditáveis 2ºC!!!

O início da estrada tem uma paisagem exuberante, com diversas árvores estampando as cores da “fall foliage”. È lógico que mereceu algumas paradas para fotos!






Nessa parte inicial da estrada existem várias trilhas de diversas distâncias e graus de dificuldade.


De volta à estrada, na medida em que vamos subindo pode-se notar que as árvores vão ficando cada vez mais raras e as curvas mais acentuadas, fazendo com que os motoristas fiquem um pouco ansiosos por estar bem perto de um precipício e, consequentemente, de uma queda de muitos metros de altura, principalmente no trecho de 1,5 km que é de cascalho.




Como a vista é deslumbrante, somente olhe para os lados caso não venha carro no outro sentido. Caso contrário, melhor mesmo é parar em um dos diversos mirantes com vistas belíssimas e observar a paisagem com tranquilidade.



Quase chegando ao topo podemos observar trilhos de uma ferrovia. Esta ferrovia serve para que a Cog Railway transporte desde 1869, visitantes de Bretton Woods até o alto do Mt. Washington em seus trens que utilizam o sistema de cremalheiras.

Quando estávamos perto do cume, pudemos observar um dos trens da Cog Railway chegando com vários visitantes.






Lá no topo da montanha existe uma plataforma de observação, uma lanchonete, um museu, uma agência dos correios e duas lojas.

Quando saímos do carro, verificamos que a temperatura de 2ºC indicada no painel lá na entrada estava correta. Só aguentamos tirar umas poucas fotos e voltamos correndo para o carro, pois o frio e o vento estavam nos incomodando demasiadamente.



Uma curiosidade é que a mais antiga corrida de automóveis dos Estados Unidos foi justamente na Mt. Washington Auto Road em 1904.

Outro dado interessante é que o famoso piloto de rally e motocross, Travis Pastrana tornou-se o homem mais rápido a subir a estrada dirigindo um Subaru Impreza WRX em 08 de setembro de 2010 em apenas 6 minutos e 21 segundos. Vejam o vídeo!


Bem, para descer a sensação é a mesma da subida, mas com a diferença de passarmos por menos sustos do que na ida. Foi uma experiência tensa, porém muito interessante que é altamente recomendada.

Porém a região das White Mountains tem muitas outras atrações para todas as idades que trataremos de forma resumida no próximo post. Até lá!


Comentários

  1. Oi Claudio,eu amei esse post. Nós com certeza vamos subir de carro e acho que se der também com o tal trenzinho.

    Claudio, é verdade que na descida tem que ser com o carro tipo engatado? É que eu li sobre isso. Me diz uma coisa, nós não temos carro automático, só o normal, então me explica, tem que descer com o carro não no Drive, nas no 1 ou no 3, para o carro não ficar "tão solto"?

    Desculpe a pergunta.

    Já te digo que as tuas dicas estão nos ajudando muito. Estou fazendo uma espécie de diário.

    Abração e obrigada por tudo.

    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa a sua pergunta Luciana,

      Eu acabei esquecendo de mencionar no post que recebemos, junto com o CD e o adesivo, um panfleto com orientações de como dirigir na subida e na descida.

      Na descida eles nos orientam a descer sempre na primeira marcha. No caso dos carros automáticos, colocar na posição 1.

      Ainda na descida, como o freio é muito utilizado, existem várias paradas para que possamos esfriá-los. Realmente fica um forte cheiro de queimado! É uma boa oportunidade para tirar umas fotos.... Nós fizemos umas três ou quatro paradas na descida por conta dos freios.

      Espero ter ajudado.

      Grande abraço

      Cláudio

      Excluir
  2. Oi. Como sempre ajudou.
    Um abraço para vocês.

    Luciana

    ResponderExcluir
  3. Claudio,
    Reservei uma noite de hotel em North Conway e outra em Bretton Woods(minha intençao é fazer a subida ao Monte Was. de trem e parece que ele sai as 8:15). Voce acha q subir de carro é a mesma coisa?Voce mencionou que é melhor ficar em North Conway.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Drica,

      Na verdade eu fiquei só em North Conway (3 noites) e, para subir de carro, a entrada fica mais próxima de North Conway do que de Bretton Woods.

      A estação do trem fica bem próxima a Bretton Woods.

      Eu só subi de carro, pois além de ser mais perto de North Conway, também me deixava com mais liberdade de horário. E subir de carro é INCRÍVEL! Recomendo!

      Grande abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas