Sergipe – Aracaju

Continuando nosso passeio pelo nordeste, comentaremos como foi conhecer a pequena, mas simpática capital de Sergipe.


Nos hospedamos no hotel Radisson, localizado na Praia de Atalaia. O hotel é bem agradável, seus quartos são amplos e tem uma ótima localização.

O café da manhã também é bem variado e é servido no restaurante Origens. A omelete deles é deliciosa!
Ao lado do hotel fica a Pizzaria Santa Pizza, um ótimo lugar para comer uma boa pizza acompanhada de umas cervejas artesanais.
Bem próximo ao hotel encontra-se o Oceanário de Aracaju, uma base do Projeto Tamar, onde encontramos as famosas tartarugas marinhas, bem como diversas outras espécies, todas nativas de Sergipe.
Também perto do hotel fica um centro comercial chamado de Feira do Turista, onde existem diversas lojas que vendem produtos locais.
Bem na entrada da Feira, um animado grupo de forró tocava sem parar para deleite dos visitantes.
video

Outro bom restaurante em Atalaia é a Cantina D’Italia. Comemos excelentes massas por lá.
Outro bom restaurante próximo ao hotel é o Pitú com Pirão da Eliane. Comemos a especialidade da casa e estava bem gostosa.
Um dos pontos mais conhecidos da Praia de Atalaia é a Passarela do Caranguejo, local que reúne diversos bares e restaurantes.
O local pode ser facilmente achado quando se avista o “Caranguejaço”, uma escultura feita em fibra de vidro de um caranguejo com 2m30cm de altura e 7m de largura.

Um dos melhores restaurantes de Aracaju fica bem próximo a Passarela do Caranguejo – é o Carro de Bois. A carne de lá é maravilhosa e a cerveja está sempre gelada.

Aliás, passear pela orla do Atalaia é um ótimo programa para qualquer hora do dia. Existem lagos, monumentos, o Farol da Coroa do Meio e a praia, é lógico!





Deixando a região de Atalaia fomos explorar a parte norte da cidade. Passamos por dois shoppings no caminho: o Riomar e o Shopping Jardins. O primeiro local onde paramos foi no Museu da Gente Sergipana, que tem como objetivo promover ações que valorizem o patrimônio artístico e cultural de Sergipe.


A próxima parada foi no Centro de Aracaju, mais precisamente na Praça Fausto Cardoso, que fica exatamente em frente à Ponte do Imperador, que na verdade é um ancoradouro, construído em 1860 para receber o então imperador Dom Pedro II durante uma visita à capital sergipana.


Em seguida rumamos para o Mercado Municipal de Aracaju, que abriga três mercados em um: o de artesanato, o de especialidades e o de hortifrútis.

O nosso último alvo era ver de perto a Ponte João Alves que liga Aracaju a Barra dos Coqueiros. O melhor local para uma boa foto da ponte é de um píer localizado próximo ao Restaurante do Sapatão, no bairro industrial.

Retornando para Atalaia, desistimos de voltar pelo litoral e paramos para almoçar no restaurante Corno Velho, na região de Farolândia. Comemos casquinha de aratu e uma picanha. Tudo bem gostoso e com uma vista bem legal.
Saindo do Corno Velho em direção ao nosso hotel, fomos conhecer o antigo farol de Atalaia que está bem próximo ao restaurante.
Partindo para o sul da cidade, uma atração imperdível é ir conhecer a Orla Pôr do Sol, na praia do Mosqueiro, à beira do rio Vaza-Barris. A região é o ponto de partida para quem quer ir conhecer a Croa do Goré, um banco de areia que fica visível somente algumas horas por dia.
Não fomos conhecer a Croa do Goré, preferindo ficar apenas na orla para esperar pelo pôr do sol. As fotos ficaram ótimas!




Quando o assunto é uma boa praia, a pedida é ir até uma das praias localizadas ao sul da capital: Caueira, Abais, Praia do Saco e Mangue Seco, essa última já em território baiano.
Escolhemos conhecer a Praia do Saco e não nos arrependemos – a praia que fica a 76 quilômetros da praia de Atalaia, tem uma bela enseada, com coqueiros, dunas e uma água deliciosa para o banho. Existem barracas na praia que garantem as comidas e as bebidas.




Existem outros passeios a partir de um bate-volta de Aracaju que são altamente recomendados, como ir até as cidades históricas de São Cristóvão e Laranjeiras, à região da Lagoa Redonda em Pirambu e a foz do rio São Francisco em Brejo Grande.
Mas o passeio mais procurado por quem visita Aracaju é ir até o Cânion do Xingó, em uma viagem longa, porém inesquecível que será tema de nosso próximo post. Até lá!
O mapa a seguir mostra a localização das principais atrações citadas neste post:



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas