Pernambuco - Carneiros


Continuando a viagem, deixamos Maragogi e logo chegamos no limite com o estado de Pernambuco. Esse trecho da estrada não é muito bom. Não tem faixa e o asfalto é todo remendado. Redobre o cuidado. A viagem de Maragogi até a linda praia de Carneiros durou cerca de 1 hora.



Nos hospedamos na pousada Bangalôs do Gameleiro, de frente para a praia. Ocupamos o bangalô nº 6.


O café da manhã da pousada é bom. Vai das 8h às 10h. Tem pão francês fresquinho e pão caseiro, sucos, queijos, presunto, bolos e você pode pedir omelete, ovo frito e queijo coalho na chapa que eles fazem na hora. Além de café e leite, tem chá, Nescau, leite em pó integral e desnatado e frutas.
A pousada possui um restaurante com serviço que atende também aos poucos pergolados reservados para os hóspedes no jardim, bem em frente à praia.
Inicialmente pedimos uma cerveja e um petisco para comer. O rissole de camarão veio à mesa muito mal apresentado e não era saboroso.
Essa área do jardim é excelente para ficar tomando uma cerveja, admirando o mar e para dar um bom mergulho de vez em quando.





Quando chega a hora do almoço o melhor é se dirigir até uma das mesas do restaurante. Comemos um bobó de camarão no coco gratinado com queijo. Mais uma vez faltou um pouco de sabor.
Mas, uma vez em Carneiros, a pedida é ir conhecer a atração-símbolo da praia – a capela de São Benedito, também conhecida como “Igrejinha dos Carneiros”. A capela, construída no século XVIII de frente para o mar, permanece em plena atividade, realizando casamentos e batizados.
Caminhamos cerca de 10 minutos da pousada até lá. Fomos duas vezes até a igrejinha – uma na maré alta e outra na maré baixa.



Tomamos um banho por lá e voltamos para a pousada rapidamente para depois continuarmos na outra direção pro lado do restaurante Bora Bora.
Durante o trajeto paramos várias vezes para dar alguns mergulhos e apreciar a beleza de Carneiros.




O comércio em frente ao Bora Bora, que tem capacidade para cerca de 3000 pessoas, é intenso, uma vez que eles recebem muitos turistas. Tinham muitos ônibus de turismo no estacionamento. Ano passado ficamos lá, mas não gostamos muito.
Andamos mais um pouquinho, até a direção do da pousada Pontal dos Carneiros, onde fica o restaurante Beijupirá. A pousada parece ser muito boa, mas a praia em frente é inexistente. Pura pedra! Nesse ponto, a localização da Bangalôs do Gameleiro, onde ficamos, é excelente!



Mas no quesito jantar, o Beijupirá daqui de Carneiros é imbatível! Comida sempre muito boa! Há 10 anos comemos na unidade de Porto de Galinhas na nossa lua de mel. Além dessas duas, eles têm outra unidade na praia da Lage em São Miguel dos Milagres. O restaurante é perto da nossa pousada mas, como fomos de carro, tivemos que pegar a estrada novamente. A outra opção é pela areia da praia, mas à noite, não indicamos ir pela praia.
Como fomos no Beijupirá por duas noites, experimentamos vários pratos: Camarão dos Carneiros, que é um camarão com molho gorgonzola e arroz de goiaba com cubos de bacon, Camarão Tropical com abacaxi e arroz de castanhas de caju e o Beijuamparo - Lombo de bacalhau, cebolas, pimentões, azeitonas, ovos, com arroz de tomate e alho crocante. 
Para beber, um espumante e algumas cervejas Therezópolis estupidamente geladas. Em alta temporada, recomendamos fazer reserva.
Para finalizar essa trip pelo nordeste fomos até a cidade de Tamandaré e conhecemos a Igreja de São Pedro, localizada à beira mar na Praia das Campas, mas sem o charme da capela de São Benedito.
Com esse post finalizamos os relatos de mais um maravilhoso passeio pelo nosso Nordeste brasileiro.


Comentários

Postagens mais visitadas