Vale dos Vinhedos – Onde comer e o que fazer


Continuando nosso passeio pelo Vale dos Vinhedos, descobrimos outras atrações além das vinícolas que visitamos e contamos no post anterior. A região tem excelentes restaurantes e oferece várias outras atrações para preencher o seu dia.



Estrada do Vinho – RS 444
Começaremos pela RS-444, também conhecida como Estrada do Vinho.
Restaurante Sbornea’s
O restaurante Sbornea’s tem um bom atendimento e uma boa comida. Oferecem refeições em forma de rodízio e a la carte. Comemos costela suína com risoto de provolone e nozes e bebemos a saborosa cerveja produzida em Gramado, Rasen Bier.

Pizza Entre Vinhos
Esse foi o local que mais gostamos e por isso fomos diversas vezes. A Pizza Entre Vinhos, abre de terça à sábado, a partir das 19h e tem como diferencial as estantes repletas de garrafas de vinhos dispostas ao redor de suas mesas. Como a pizzaria não tem carta de vinhos, o cliente pode circular entre as estantes e escolher o vinho que melhor lhe agradar. Daí o nome do local!
De entrada recomendamos a crostata, que vem acompanhada com um excelente creme de alho poró, gorgonzola e nozes.
Já as pizzas... Loucura geral! Todas são excelentes. Eles oferecem dois tamanhos: a média, com 10 fatias e a grande com 12.
Experimentamos 5 pizzas em 3 dias que estivemos lá e recomendamos a texana (calabresa, ovos e cebola roxa), a de cordeiro com cebola caramelizada, a de calabresa com Gorgonzola, a quatro queijos e a de camarão com gorgonzola e nozes.
Para beber pedimos uma cerveja artesanal de Farroupilha: Blauth Bier, que vem numa garrafa muito bacana! Nos demais dias, fizemos o que a maioria dos clientes fazem: fomos até as estantes lotadas de vinhos e escolhemos o nosso!
De sobremesa pedimos a pizza de chocolate com doce de leite e morangos e a de banana com chocolate branco! Todas excelentes! Nossa dica é chegar logo que o estabelecimento abre, pois na alta temporada e durante os feriados prolongados a fila de espera é gigantesca! Na nossa primeira visita à pizzaria, aguardamos cerca de 1 hora por uma mesa.




Trattoria Mamma Gema
Ao lado da Pizza Entre Vinhos, fica a Trattoria Mamma Gema (o prédio e os donos são os mesmos). Escolhemos a hora do almoço em um dia de muita chuva. Assim que estacionamos um funcionário do restaurante gentilmente nos recebeu com guarda-chuvas. Quando chegamos não havia mesa disponível. Nos deram 30 minutos de espera, mas esperamos menos que isso. No Mamma Gema o serviço é no sistema de rodízio, mas também oferecem pratos a la carte. Não fomos de rodízio. Fomos atendidos pelo mesmo garçom que nos serviu no por duas vezes seguidas Pizza Entre Vinhos. Quando nos viu novamente perguntou, muito simpaticamente, se o estávamos seguindo. No Mamma Gema pedimos dois pratos que, orientados pelo garçom, dariam para 5 pessoas. Pedimos filet com verduras e risotos de ervas e de aspargos. As carnes também tinham molhos: quatro queijos e alho poró.
Para beber escolhemos o excelente Larentis Reserva Tannat, safra de 2014.
De sobremesa dividimos uma cassata almendrada de sobremesa e uma banana flambada. Bom restaurante, com boa comida e atendimento atencioso. Recomendamos!

Devoratta e Empório La Vigna
A Devoratta é uma loja de trufas artesanais que funciona há 30 anos, oferecendo uma enorme variedade de sabores. Bem ao lado está o Empório La Vigna, uma loja de produtos regionais, que vende queijos, embutidos, vinhos, sucos integrais, geleias, massas, azeites nacionais, produtos típicos e orgânicos. O legal destes dois lugares é que as lojas são alocadas em contêineres. Vale a pena a visita!

Biscotteria Italini, Queijaria Valbrenta e Mondé Chocolates
A Biscotteria Italini foi fundada em junho de 2010. As donas são duas irmãs, engenheiras de alimentos. Lá compramos uns deliciosos biscoitos com ingredientes simples e naturais, cuidadosamente selecionados, sem adição de conservantes e livre de gordura trans. A produção é totalmente artesanal. Uma das donas oferecia biscoitos para degustação!
Quando entramos na Queijaria Valbrenta pensamos encontrar uma variedade maior de queijos. O atendimento foi atencioso, degustamos alguns queijos e acabamos levando dois.
Para quem conhece as lojas de chocolate de Gramado, a Mondé Chocolates não impressiona. Apertamos a campainha e ficamos esperando alguém chegar para abrir a loja. A vendedora nos ofereceu uma degustação de um tipo de chocolate. 

Via Trento
A Via Trento é uma estrada que cruza a RS 444 e possui várias atrações interessantes ao longo de seu percurso, além das vinícolas das quais falamos no post anterior.
Restaurante Maria Valduga
Como mencionado no post anterior, o Complexo Enoturístico da Casa Valduga abriga o restaurante Maria Valduga. O nome do restaurante homenageia a matriarca da família Valduga, dona Maria.
Nos sentamos sem nos informar sobre o sistema da casa e esse foi nosso erro. O sistema é de rodízio de massas, ou sequência de massas, como chamam por lá. Servem também uma salada de folhas, frango, costela de porco, polenta e pien, que é o recheio do capeletti. De sobremesa as opções são panna cotta e sagu. Não vendem refrigerante, nem cerveja. Somente água, suco de uva e vinhos. Quando questionamos o garçom do porquê de não vender cerveja, ele nos disse que não os permitiam vender cervejas, porque ali era uma vinícola e estavam proibidos de vendê-las. Não achamos a resposta convincente uma vez que a empresa também tem uma cervejaria – a Leopoldina.
A comida não era nada excelente, mas o atendimento era atencioso. Pagamos R$ 80,00 por pessoa, mas achamos que não vale.

Restaurante Giordani e Valle Bier
Paramos no restaurante Giordani, que funciona em uma belíssima casa de madeira feita de antigos barris de uma vinícola da região. O local estava cheio e, como a gastronomia da casa é no estilo sequência de massas e grelhados, preferimos nos sentar ao ar livre na cervejaria que fica ao lado do restaurante, chamada Valle Bier. No cardápio, comumente não oferecem refeição com pescados, mas naquele dia em especial, por ser Sexta-feira Santa eles prepararam tilápia com legumes acompanhada de arroz e foi essa nossa opção. A ideia era experimentar a cerveja da casa. Naquele dia eles só tinham disponível o chope IPA e, de cerveja, a lager.

Jardim Leopoldina
O Jardim Leopoldina, que também pertence ao grupo Valduga, funciona em uma belíssima casa centenária restaurada.
Logo na entrada uma atendente muito simpática nos disse como funcionava o sistema do local: você paga R$ 15,00 para entrar, mas esse valor pode ser descontado em compra. O lugar tem loja com produtos da Casa Valduga, uma sorveteria e uma lanchonete.
Descemos para a lanchonete e tomamos uma cerveja Witbier, um suco de morango bem ruinzinho e um suco de abacaxi com hortelã bem aguado também.
Depois passeamos pelo jardim. Estava tendo música ao vivo e no fim de uma das trilhas podemos ver o hotel Spa do Vinho. Por último tomamos um sorvete (cheesecake de morango e chocolate) muito bom e fomos embora.



Casa Madeira Delicatessen
Outro local famoso na Via Trento é a Casa Madeira Delicatessen, propriedade da Cassa Valduga e que vende suco de uva e outros produtos como creme de balsâmico, geleias e antepastos. Oferecem degustação de graça de molhos salgados, geleias e suco. Além de abrigarem um restaurante.
Artesanato do Valle
Ainda na Via Trento destaca-se a loja de artesanato - Artesanato do Valle – que tem alguns itens bem legais e tem um agradável jardim em frente à sua entrada.


Restaurante Valle Rústico
Apesar de não estar localizado na Via Trento, o badalado restaurante Valle Rústico pode ser acessado pela parte oeste daquela estrada, já no município de Garibaldi.
Fizemos uma reserva e partimos para almoçar por lá. O lugar é bem rústico e fica situado em um sítio. Tem uma decoração simples, com jeito de fazenda. O portão de entrada fica sempre fechado e você precisa se identificar para poder entrar. Um dos garçons, o Jonas, nos encontrou no estacionamento e nos acompanhou até o restaurante. Queríamos sentar na varanda, mas só nos deram opção do lado de dentro.
A proposta do restaurante é o de menu degustação. São 7 pratos, com produtos cultivados na própria área do restaurante e tem uma pegada natureba. Ofereceriam também mais dois pratos surpresa. Logo de cara nos serviram água aromatizada com hortelã, que tinha gosto só de água. Pedimos, também, um vinho tinto Almaúnica Reserva Merlot 2012.
Eis a sequência dos pratos:
  1. Entrada com pães de beterraba, de queijo e um pão caseiro com pasta de berinjela
  2. Carpaccio de beterraba com pasta de manjericão
  3. Torresmo de granito com tartelete de pinhão
  4. Crocante de aipim com confit de pato e toque de pimenta
  5. Porco griss com urtigão
  6. Meca assado com molho de camarão
  7. Polenta de milho crioulo com cogumelos
  8. Cordeiro com purê de inhame, farofa de banana e molho chimichurri
  9. Tortinha de amora com pétala de Brinco de Princesa e sorbet de banana regado com calda de doce de leite da vaquinha Bela, feito na casa.
Bem, vamos aos comentários: os pratos eram todos muito bem apresentados. Alguns eram muito saborosos, outros nem tanto. Por ter a proposta de menu degustação, a gente aguarda os pratos virem à mesa, em sequência. Em um dado momento tivemos a impressão de que pessoas que chegaram depois da gente estavam sendo servidas antes de nós, impressão essa que se confirmou rapidinho. Ficávamos muito tempo sem que aparecesse alguém para nos servir. Quando comentamos com a garçonete, a desculpa que ela nos deu foi a de que o Chef tinha chegado e quando isso acontece, ele deixa todo mundo agitado. Meu cordeiro veio pura gordura. Antes de servirem a sobremesa eles perguntam se gostaríamos de repetir mais algum prato. Eu reclamei do cordeiro e eles me ofereceram outro, que estava tão ruim quanto o anterior. O menu custa R$ 110,00 por pessoa. Não nos agradou.




Caminhos de Pedra
Outro passeio bastante procurado por quem está em Bento Gonçalves é percorrer o roteiro “Caminhos de Pedra” que visa resgatar, preservar e dinamizar a cultura que os imigrantes italianos trouxeram à serra gaúcha a partir de 1875.
Casa da Ovelha/Parque da Ovelha
No dia do nosso passeio pelo Caminhos de Pedra, o dia estava chuvoso. Nossa primeira parada foi na Casa da Ovelha. Tudo no local é de ovelha. Queijo de leite de ovelha, iogurte de leite de ovelha, ovelha de pelúcia, e por aí vai. Experimentamos o iogurte de leite de ovelha com damasco e recomendamos. Não fizemos nenhum dos passeios ao Parque da Ovelha, por causa do tempo.
Restaurante Casa Vanni
Durante o nosso passeio almoçamos na Casa Vanni, restaurante que está instalado em uma típica casa de imigrantes italianos, com estrutura de madeira e um porão de pedras. É no porão que funciona o restaurante, especializado em culinária italiana.  Pedimos um risoto de copa ao vinho tinto, risoto de carne de panela, nhoque aos 5 queijos e nhoque à bolonhesa. A comida é muito saborosa! Do lado de fora o restaurante tem um agradável jardim com um playground para as crianças.


Cantina Strapazzon
Paramos na Cantina Strapazzon, que foi locação para o filme O Quatrilho. A chuva tinha dado uma trégua e só tiramos algumas fotos. O lugar também oferece passeio por suas instalações.


Casa da Erva Mate e Casa das Cucas Vitiaceri
A Casa da Erva Mate, instalada em um antigo moinho, oferece visitas pagas às suas instalações, apresentando desde o plantio da erva até sua armazenagem.
Do outro lado da estrada está a Casa das Cucas Vitiaceri. Entramos lá para ver o que era a cuca. Cuca é um bolo, que no caso leva alguns recheios: morango, chocolate, uva, amora. O cheiro estava delicioso e aproveitamos para tomar um café.

Vale do Rio das Antas
Para quem for visitar a Salton, que fica distante da região central de Bento Gonçalves, recomendamos uma esticada até o Vale do Rio das Antas, localizado na BR-470.
Bistrô Casa Postal
A dica é ir almoçar antes no Bistrô Casa Postal. O restaurante, que funciona no segundo andar, é bem pequeno, com cerca de 30 lugares. É também uma vinícola familiar com mais de 70 anos de história e vendem, além dos vinhos e também a cachaça de sua produção, outros produtos da região. A proposta do Bistrô é a seguinte: você escolhe uma carne - entrecot ou frango - e um acompanhamento que pode ser um risoto ou uma massa. Está incluída uma entrada que são mini pães caseiros com maionese da casa e uma salada de alfaces com manga. Escolhemos o entrecot com risoto e a comida estava deliciosa!  O atendimento deles é personalizado e excelente!


Mirante da Ferradura e Ponte Ernesto Dornelles
Paramos no Mirante da Ferradura de onde se vê o Rio das Antas, que faz uma curva em formato de ferradura. Lá existe uma lanchonete de onde podemos tirar boas fotos.
Para finalizar o passeio fomos até a Ponte Ernesto Dornelles, mais conhecida como Ponte dos Arcos, que delimita os municípios de Bento Gonçalves e Veranópolis.


O mapa a seguir mostra a localização das principais atrações citadas nos nossos três posts sobre o Vale dos Vinhedos.




Comentários

Postagens mais visitadas