Pará – Salinas


Uma vez ouvi de uns paraenses que no verão e nos feriados os moradores de Belém invadiam uma cidade localizada a 220 km da capital. Essa cidade possuía diversas praias oceânicas e se chamava Salinas!

Isso mesmo: o Pará também tem praias oceânicas!

Pesquisando descobrimos que, na verdade, o nome da cidade é Salinópolis, sendo carinhosamente chamada de Salinas pelos locais.

Outra curiosidade é que o verão paraense acontece entre os meses de junho e outubro, quando as chuvas ficam mais escassas.

Resolvemos então conhecê-la! Saímos de Belém e após três horas de asfalto dirigindo pela BR-316, pela PA-324 e pela PA-124, chegamos na famosa cidade cujas praias são as principais atrações.



Inicialmente passamos pela região urbana da cidade e paramos em uma praia do Centro para esticar as pernas e tirar algumas fotos.




A praia mais famosa da parte central da cidade é a do Maçarico. A praia possui uma bela estrutura de bares e restaurantes em seus dois quilômetros de calçadão, sendo também um dos points dos ciclistas e dos praticantes de cooper.

Infelizmente não tivemos tempo para conhecer a praia do Maçarico, mas os moradores dizem que é uma praia ótima para se ver o pôr do sol, pois tem uma enseada com uma bela vista.

Saindo da cidade nos dirigimos para duas praias afastadas do Centro – Farol Velho e Atalaia, localizadas a 14 km do seu centro.

Como o nosso tempo era extremamente escasso fizemos um pequeno passeio de carro pelas areias da praia do Farol Velho para tirar algumas fotos. Mas não se assustem com essa coisa de andar de carro pelas areias das praias de Salinas, pois é a coisa mais comum por aquelas bandas.

Nessa praia foi instalado o primeiro farol de Salinas, sendo uma praia tranquila, ideal para quem gosta de fugir da badalação. Dizem que o pôr do sol da praia também é muito bonito em virtude dela não ter dunas.




Saindo da praia do Farol Velho, rumamos em direção à praia do Atalaia para almoçar por lá.

A praia do Atalaia possui uma particularidade, pois ao final da avenida encontra-se uma rampa para que os automóveis desçam para a areia. Ou seja, é a continuação da estrada. Até ônibus circula por lá!


Assim resolvemos proceder como todo frequentador e descemos a rampa rumo à praia e verificamos diversos motoristas com seus carros estacionados ao lado de suas barracas de praia.








A praia do Atalaia tem uma excelente estrutura com diversas barracas sustentadas em palafitas que atendem aos banhistas na própria areia. Possui areias brancas e finas e venta o ano inteiro, sendo ideal para a prática do kite surf. Surfistas também freqüentam a área!

Lendo esse post vocês entenderão o porquê de as barracas estarem em palafitas.







Quando chegamos a maré ainda estava um pouco baixa e pudemos verificar diversas piscininhas formadas pela água do mar o que é ótimo para as crianças e para aqueles que não gostam de praias com ondas.





Como a fome já era negra resolvemos parar em uma das barracas para almoçar. Escolhemos a barraca Portal do Sal. Para início dos trabalhos pedimos uma Cerpinha (sempre ela) gelada e uma porção de macaxeira frita.



De volta ao cardápio ficamos em dúvida entre vários pratos, porém quando fomos apresentados à “anchova GG”, cujo preço era a R$80,00, decidimos na mesma hora pedir uma. O prato estava muito saboroso. Vinha acompanhada de arroz, feijão, farofa, salada e fritas e serviu muito bem 3 pessoas.





Como notamos que a maré estava subindo rapidamente resolvemos retirar o nosso carro da areia e estacioná-lo na avenida, pois observamos diversas placas alertando os motoristas para que retirem os seus carros da praia duas horas antes da preamar para que não corram o risco de perder os seus carros.

Na hora de irmos embora da praia pudemos conferir que a água já alcançava as barracas, quase chegando à rampa de acesso à praia.










Vejam nesse vídeo como a maré sobe rápido no Atalaia, cobrindo a rampa de acesso e alcançando a avenida:


Na alta temporada com a invasão do Atalaia e a falta de educação de muitos motoristas fatos muito pitorescos ocorrem por lá. Aliás existem vídeos no youtube que demonstram muito bem o que estamos aqui relatando!


Existem vídeos na internet que mostram a beleza de Salinas do alto a partir de aviões e ultraleves:


Infelizmente não conseguimos em apenas quatro horas desbravar toda a cidade, pois descobrimos que Salinas tem muito mais a oferecer aos visitantes: praias desertas, lagos, fontes de água mineral, dunas de areia, passeios de quadriciclo e de ultra leve, etc.

Quem sabe um dia voltamos à Salinas e nos hospedamos em um dos diversos hotéis de lá?

Comentários

  1. Oi, pessoal. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia Paulista

    ResponderExcluir
  2. Valeu Natalie,
    Muito boa a notícia!
    Abraço
    Cláudio

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post! Lindas fotos!
    Muito estranho a parte dos carros ficarem estacionados bem ao lado das barracas de praia. Nunca tinha visto isso! :)

    Abraços,
    Lillian.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio e pela visita Lilian.
      Realmente é meio estranho esse negócio de estacionar na areia da praia, mas é a cultura local. E olha que nesse dia a praia estava vazia. Os vídeos que coloquei no post dão uma noção do que acontece nos dias de praia cheia!
      Agora falando do seu blog me interessei muito em fazer aquela viagem a San Martin de Los Andes. Muito bacana! Me fez lembrar da nossa viagem às Montanhas Rochosas do Canadá!
      Abraço
      Cláudio

      Excluir
  4. Claudio, adorei seu post. Conheço As prais de Salinas e algumas de suas particularidades. Realmente você conseguiu captar a essencia das belas praias de Salinópolis. Parabéns pela percepção e pelas fotos que ficaram ótimas! E pra quem não conhece, tá aí uma ótima sugestão para as próximas férias. TUDO DE BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelas palavras! Realmente eu gostei muito de conhecer Salinas. Só achei que deveria ter dormido uma noite por lá, pelo menos... Grande abraço!

      Excluir
  5. Adorei sou de salinas ......voltem sempre
    anna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Anna. Um dia voltaremos com mais calma. Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas