Califórnia – Yosemite National Park

Como comentamos no post anterior, partimos cedo do Sequoia National Park rumo ao Yosemite National Park, onde ficaríamos hospedados por 2 noites.

O Yosemite está localizado na região da Sierra Nevada e foi o 4º parque nacional criado nos Estados Unidos, sendo instituído em 1º/10/1890.

A área total do parque possui mais de 3 mil km2 e sua altitude varia de 600 metros no Yosemite Valley a 4.000 metros no cume do Mount Lyell.




A entrada para o Yosemite National Park custa US$20 por carro e é válida por 7 dias.


Chegando ao Yosemite nos dirigimos para a região do Yosemite Valley onde ficava o nosso hotel – o Yosemite Lodge at the Falls.




O hotel é simples, mas tem uma localização privilegiada, perto das principais atrações do parque e possui um bom restaurante (Mountain Room Restaurant), um bar (Mountain Room Lounge) e uma lanchonete, o que facilita bastante a vida do viajante.


Falando das atrações do parque, infelizmente cheguei à conclusão que o mês de setembro não é o mais apropriado para visitar o Yosemite. O clima estava muito seco, sem chover há dias, a vegetação não estava como nas fotos famosas do parque. Inclusive, um incêndio consumia uma área remota do parque desde julho.

A primeira parte a ser explorada é o Yosemite Valley, a parte mais visitada do parque.
Lá podemos tirar belas fotos da região do Merced River, das montanhas El Capitan e Half Dome e das cachoeiras que, infelizmente, estavam secas em setembro, em especial a Bridalveil Fall e as Yosemite Falls.












Também na região do Yosemite Valley fica a Yosemite Village que conta com lojas, lanchonetes, serviço médico e um supermercado.


Um mirante que fica em um local bem acessível é o Tunnel View, onde temos uma bela visão do Yosemite Valley e recebe esse nome em virtude de estar localizado bem ao lado do Yosemite Tunnel.




Cabe destacar que o parque conta com um amplo serviço de ônibus com diversas linhas que conduzem os visitantes entre as diversas áreas e atrações do parque.



Uma área que é bastante visitada é a Mariposa Grove, onde ficam as Sequoias Gigantes do parque. Como já havíamos visitado o Sequoia National Park, preferimos não conhecê-la e ir até outras áreas do parque, como o Glacier Point e parte da Tioga Road.

Partimos então para a região do Glacier Point e antes de chegar até a famosa atração, paramos em um outro mirante – o Washburn Point, que oferece uma excelente vista do Half Dome.





Continuando pela Glacier Point Road finalmente chegamos ao Glacier Point, um belo mirante com excelentes vistas do Yosemite Valley, do Half Dome e, quando visíveis, das Yosemite Falls. A única visível naquele momento era a Nevada Falls.








De lá conseguimos observar o incêndio que consumia a região do parque desde julho. Helicópteros carregando água sobrevoavam a região a todo instante na tentativa de controlar o fogo.






No dia seguinte aproveitamos e fomos dirigir pela Tioga Road (CA-120). A estrada começa no Yosemite Park e termina no Mono Lake.

Essa parte do parque é conhecida como o “Alto Yosemite” e a paisagem é bem diferente da parte do vale. Lá a vegetação é mais rasteira e o frio é um pouco mais intenso.

Como a estrada é bem longa, resolvemos ir até a metade, pois tínhamos um compromisso no Yosemite Valley mais tarde.

A nossa primeira parada foi no Olmsted Point, um mirante localizado a 2500 metros acima do nível do mar e com excelentes vistas do Tenaya Lake e do Half Dome.










A nossa segunda e última parada na Tioga Road foi no Tenaya Lake, um lindo lago de origem glacial localizado a 2500 metros acima do nível do mar.





No próximo post comentaremos como foi a nossa passagem pela região do Napa Valley. Até lá!


Comentários

Postagens mais visitadas