Barcelona – Parte III

Nosso último dia em Barcelona começou cedo, com uma visita ao Camp Nou, o estádio do Barcelona Futebol Clube e terminou no famoso Park Güell, construído por Gaudí.

Para ir até ao estádio Camp Nou pegamos o metrô na estação Joanic (linha 4), descemos na estação Passeig de Gràcia, onde fizemos a baldeação para a linha 3, descendo na estação Les Corts e após 10 minutos de caminhada chegamos no famoso estádio.
Adquirimos nossos ingressos na próprio site do Barcelona para conhecer o estádio e o museu do clube – a Camp Nou Experience Tour & Museum, que saia por €23.
O passeio é super organizado e o caminho a ser percorrido é todo sinalizado, não sendo necessário um guia para nos acompanhar durante o percurso.
O primeiro ponto a ser visitado é o Museu do Barcelona, onde podemos ver os troféus conquistados pelo clube em diversos esportes e objetos relacionados à sua história.
A visitação continua em direção às arquibancadas do estádio, de onde se tem uma excelente visão do campo.

Logo em seguida passamos pela Sala de Imprensa do Camp Nou, a Ricard Maxenchs e pelo vestiário do time visitante.

A seguir, o momento mais aguardado: ver o gramado do Camp Nou de perto. Muito bacana conhecer esse templo sagrado do futebol!



O próximo passo é ir até a Tribuna de Imprensa e ter a sensação de estar narrando um jogo no estádio.

O próximo local disponível para a visitação é uma sala onde estão localizados diversos aparelhos interativos.

Quase terminando a visita, somos direcionados para uma fila, onde fotos são sacadas para retirada no final da visita. Pagas, é lógico!

A visita termina na loja do Barcelona, onde são vendidos diversos produtos do clube, em especial as camisas oficiais do time de futebol.





Saindo do estádio, pegamos o metrô na estação Palau Reial (linha 3) e após 12 minutos e 7 estações descemos na Poble Sec, para almoçarmos em algum restaurante da rua Carrier de Blai, sugestão de nossa anfitriã. Escolhemos o italiano Pomodoro Roso. Comemos uma massa que estava bem saborosa e, de sobremesa, um tiramisú.



De lá pegamos novamente o metrô, descemos na Paralel para pegar o funicular para Montjuic. Lá pegamos um teleférico para o Castelo de Montjuic. No percurso entre a estação inicial até a do castelo podemos apreciar a bela vista da cidade de Barcelona.






Muito legal o lugar. Construção super conservada! Chamam de Castelo, mas para nós brasileiros é como se fosse um forte. E a vista de lá é impressionante! Fica 173 metros acima do nível do mar, proporcionando uma visão de 360º da cidade.












Depois do Castelo, descemos até uma parada intermediária para ver os jardins. Dali temos outra bela vista de Barcelona. Tiramos muitas fotos.




À noite fomos no famoso Park Güell, construído por Gaudí, em uma parte alta da cidade. Fomos de ônibus, um micro-ônibus na verdade, o de número 116. Nossa anfitriã estava sabendo que tinha entrada franca após as 20h30min, então aguardamos um pouquinho do lado de fora e entramos de graça. Mas já estava bem escuro. Mas mesmo assim deu para tirar algumas fotos e economizamos alguns euros.






De lá descemos as ladeiras à pé até um ponto de ônibus na Travessera de Dalt e pegamos o ônibus nº 24 até o Passeig de Gràcia e jantamos no restaurante La Tramoia, que tinha uma ótima comida.

Depois disso, só nos restava ir para casa descansar, pois no dia seguinte viajaríamos para Portugal. Mas isso é assunto para os próximos posts. Até lá!
O mapa a seguir mostra a localização das principais atrações citadas nos nossos três posts sobre Barcelona:




Comentários

Postagens mais visitadas