Maranhão – Lençóis Maranhenses

Um lugar que sempre esteve em nossa lista de desejos era o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, localizado no estado do Maranhão, abrangendo os municípios de Barreirinhas, Humberto de Campos e Primeira Cruz.



Para concretizar esse sonho, voamos até São Luís e do aeroporto pegamos um táxi da Coopcart, cooperativa de Barreirinhas, até aquela cidade. A duração do voo do Rio a São Luís é de 3 horas e o trecho terrestre da capital maranhense a Barreirinhas tem 272 km e leva umas 3h30min. Das duas vezes que estivemos por lá foi o taxista Sampaio que nos conduziu, na ida e na volta. No meio do caminho, na cidade de Jaburu, caso queira, há uma parada para descansar, tomar um café, uma água, no Café do Irmão.
Nos hospedamos no Gran Lençóis Flat Residence, um pouco distante do centro de Barreirinhas, porém com uma ótima estrutura.

O quarto é simples, porém espaçoso, e sua área de lazer é bem equipada, destacando-se sua grande piscina.

O hotel conta também com um restaurante – o La Maison du Chef, uma pizzaria em uma área externa próxima ao rio Preguiças e uma agência para quem quer agendar os passeios para os Lençóis.




Para quem quiser passear no Centro da cidade, mais precisamente na Beira-rio, o hotel disponibiliza um serviço de transfer com dois horários de partida diariamente.
Antes de realizarmos os passeios, fomos conhecer a cidade de Barreirinhas que, na nossa opinião, vem sofrendo com sucessivas más administrações. Percebe-se claramente a falta de empenho da Prefeitura em deixar a cidade apresentável para sua população e para os turistas, que são fonte de renda certa para o local. A cidade está mal cuidada, cheia de buracos e tem lixo por toda a parte. Bem, mas vamos ao que interessa: nossa primeira parada foi na Praça da Matriz, onde se destaca a Igreja Nossa Senhora da Conceição.

Em seguida, a dica é ir até a Avenida Beira Rio e conhecer a região mais movimentada da cidade, principalmente à noite, onde seus bares e restaurantes ficam repletos de turistas.
Jantamos nos restaurantes O Bambu e A Canoa, onde comemos o famoso prato Camarão à Canoa, servido no abacaxi.
A avenida também tem algumas lojas de artesanato. Mas a loja que se destaca nessa rua é a Artedesign, que tem produtos com design diferenciado e de ótima qualidade. Os preços são mais salgados também, mas a diferença na qualidade frente às outras lojinhas do gênero é gritante.


Passeios
Circuito Lagoa Azul
O principal passeio para os Lençóis é o que vai conhecer o Circuito Lagoa Azul. Esse passeio pode ser feito pela manhã ou à tarde. Preferimos fazer na parte da tarde, para aproveitar o pôr do sol.
Neste passeio vamos percorrendo as dunas e parando em várias lagoas para tomar um banho. Depois todos se apressam para ir até o topo da primeira duna para assistir ao pôr do sol.  Todo o trajeto levou cerca de 6km sob o sol.








Circuito Lagoa Bonita
Esse é o passeio que mais se aproxima às fotos de divulgação dos Lençóis Maranhenses, e foi atrás desse visual que viajamos para lá.
Também é realizado pela manhã ou à tarde. Novamente preferimos ir à tarde. Inicialmente, tem uma duna muito íngreme para subir. Tem corda em um pequeno trecho para ajudar na subida, mas não ajuda muito.
Mas a subida vale cada gota de suor. Quando você chega ao topo a imagem que se apresenta na sua frente é magnífica!
Ao final do passeio todos retornam para essa enorme duna para acompanhar o pôr do sol.
















Atins, Canto do Atins e Rio Preguiças
Esse passeio, na verdade, não é oferecido pelas empresas de turismo locais. Fizemos uma combinação de dois passeios: o para Atins e Canto de Atins e o de voadeira pelo Rio Preguiças.
Inicialmente paramos em uma praia em Atins para um banho de mar.

Em seguida rumamos para o Canto de Atins onde tomamos mais um banho de mar.




Depois paramos no Restaurante da Luzia para encomendar o almoço e em seguida rumamos para uma caminhada de 10 minutos até umas lagoas.




Após mergulharmos nas lagoas, retornamos para o Restaurante da Luzia para almoçarmos o seu famoso camarão.

Você pode almoçar no Restaurante do Antônio, irmão de Luzia, que abriu seu estabelecimento ao lado. Saiba que o restaurante é no meio do nada. O do Antônio, apesar de rústico, é maior e tem uma estrutura melhor. Depois de almoçar você pode ficar deitado em uma das redes disponíveis até a hora de partir. O da Luzia é muito mais rústico e simples.

Após o almoço, nos separamos do grupo e rumamos até Atins para embarcarmos na voadeira para um passeio particular.

Paramos no Farol Preguiças, na cidade de Mandacaru, que tem 54m de altura. São 160 degraus até o topo. O visual vale a pena.



Depois rumamos para o hotel e pudemos apreciar a bela paisagem do Rio Preguiças.




Veja no vídeo a seguir como é descer o Rio Preguiças a bordo de uma voadeira:
video

O que você precisa saber sobre os Lençóis:

  • Os passeios até o Parque dos Lençóis são feitos em jardineiras, geralmente caminhonetes Bandeirantes com tração nas quatro rodas adaptadas para receber vários passageiros. Eles te buscam no hotel/pousada e vão passando de pousada em pousada, buscando outros passageiros. Isso quer dizer que, na volta, todos cansados, os últimos serão os primeiros;
  • Faça uma tomada de preços por algumas agências. Tivemos a impressão que o valor pode variar de uma para a outra. E se você fecha um pacote com vários passeios, os preços podem sair melhores;
  • Filtro solar é obrigatório. E de alto fator de proteção solar (FPS). As caminhadas sob o sol são longas e não tem sombra para se proteger;
  • Os óculos de sol vão proteger seus olhos não só da luz solar mas também da areia. Um colírio tipo lágrima artificial para a lubrificação dos olhos pode ser útil;
  • Chapéu ou boné também é muito importante, mas a não ser que você tenha um daqueles modelos que prenda no queixo, ele dificilmente vai ficar no lugar por conta do vento;
  • Nas jardineiras os primeiros lugares pegam mais sol e mais vento, mas ao mesmo tempo é o lugar que sacoleja menos;
  • Leve sempre água com você nos passeios. No nosso caso, uma garrafinha de 500ml não era suficiente. Tínhamos, além daquela, mais uma garrafa de 1 litro e meio para dividir por 3 pessoas. Caso tenha esquecido, ok. As jardineiras sempre param em um mercado antes de seguirem para os passeios. Assim, todos podem se abastecer. E oferecem um cooler com gelo para que possamos manter a água sempre fresca;
  • Comece a hidratação dias antes e beba água antes e durante os passeios e caminhadas pelas dunas;
  • Não esqueça um biscoitinho ou um lanchinho qualquer. Você vai sentir fome;
  • Leve uma canga ou uma toalha. Vai ser útil nas paradas para banho, para se secar ou até para se proteger do sol;
  • Os passeios pelas dunas são feitos sem os chinelos e, acredite, a areia não esquenta;
  • As jardineiras sacolejam muito. Prepare a coluna! Mas no final, você vai ver que valeu a pena cada solavanco;
  • Em todos os passeios que fizemos, atravessamos o Rio Preguiças de balsa;
  • Leve repelente também. No nosso hotel os mosquitos eram maioria.

Comentários

Postagens mais visitadas