Polinésia Francesa – Moorea e Tahiti


Para encerrar nossa série de posts sobre a Polinésia Francesa falaremos das ilhas de Moorea e do Tahiti.




Os dois últimos dias de nossa viagem pelo Pacífico Sul com o MS Paul Gauguin foram na ilha de Moorea.

Moorea, que significa lagarto amarelo, fica a cerca de 22 km do Tahiti. O lagoon de Moorea, junto com o de Bora Bora, é um dos mais bonitos do Arquipélago da Sociedade, onde, assim como nas outras ilhas, podem ser praticados todos os tipos de esportes aquáticos.

Dizem que a ilha vale a visita só para vivenciar a vistas espetaculares. Picos vulcânicos que refletem nas águas da Cook’s Bay e Opunohu Bay.

Mas os nossos dias em Moorea foram de um tempo muito ruim, com muita chuva. Quase todos os passeios foram cancelados.

No primeiro dia tínhamos marcado o passeio “Island Drive and Belvedere”, que, para nossa surpresa não foi cancelado, apesar do mau tempo.

Saímos no píer com chuva. Pegamos um micro ônibus e começamos o tour. Assim que iniciamos a subida para o Belvedere a chuva foi apertando de tal forma que não foi possível descer para tirar foto. Uma névoa baixa encobria toda a cidade. Achamos um erro do Paul Gauguin deixar esse tour ser feito nessas condições. Ninguém se atreveu a sair do ônibus, mas como tinha-se que passar o tempo, a guia começou a mostrar o pé de abacate, pé disso, pé daquilo, ...




Finalmente tivemos uma parada interessante de onde pudemos tirar boas fotos dos bangalôs do Sofitel sem a presença da chuva. Ufa! Logo depois a chuva voltou com força.





Moorea tem aeroporto e um serviço de balsas que liga a ilha até o Tahiti.

Terminado o tour voltamos para o píer, mas o tender ainda não estava lá. Aguardamos um pouco. No píer encontramos com um casal de canadenses que havíamos conhecido no dia anterior. Eles também entraram numa furada. Foram para um campo de golfe e também pegaram muita chuva.



No dia seguinte, com todos os passeios cancelados, decidimos ficar no navio e aproveitamos para tirar umas fotos da ilha no convés do navio.




No Tahiti você vai encontrar locadoras, acomodações de todos os preços desde casas de família a resorts caríssimos com seus famosos bangalôs sobre as águas. Lá também estão várias agências de turismo que te levarão para conhecer a ilha por terra, mar e ar. Não se assuste com o tráfego pesado de carros, ônibus, motocicletas e bicicletas. A ilha, apesar de pequena, é bastante urbanizada.
Antes de nos encaminharmos para o hotel Intercontinental Tahiti Resort & Spa, decidimos fazer um pequeno city tour oferecido pela Paul Gauguin.





Logo depois paramos no Point Venus, em Mahina. Lá a praia é de areias negras vulcânicas e existe um farol que se destaca na paisagem.



O city tour se encerrou com uma parada em um mirante que prometia ser a melhor vista da ilha. Mas, depois de vermos tanta beleza nas outras ilhas que visitamos, não nos encantamos muito com o city tour.


Papeete é uma cidade bem desenvolvida e seu Centro dá para ser desbravado a pé. Foi o que fizemos após chegarmos no hotel.

Você não pode deixar de fazer uma visita ao mercado de Papeete, que fica no centro da cidade. Lá você encontra os produtos locais, desde pescados, passando pelas frutas e flores, artesanato e as famosas pérolas negras. É aonde você vai encontrar a autêntica forma de viver dos polinésios. Lembre-se de levar Francos Polinésios ou dólares. No mercado não aceitam cartão.



Além do Mercado, a cidade tem outros pontos turísticos que merecem uma visita: a Casa da Cultura, o Museu da Pérola e a Catedral de Notre Dame.


Não deixe de dar um passeio pela orla, iniciando próximo ao Terminal dos Ferries.



Se no meio do passeio bater a fome, dê uma passada na Les 3 Brasseurs, rede de cervejaria francesa, com filiais no Canadá, Brasil, Bélgica e também em Papeete.

Na cervejaria fechamos nosso passeio pela cidade tomando chopes e comendo um Texas Ribs com molho barbecue e uma flame de pepperoni. A flame daqui é redonda como uma pizza e não retangular como no Brasil e no Canadá. De sobremesa pedimos um sorvete de baunilha com calda de chocolate e chantilly. Comida e bebida sempre boas na Les 3 Brasseurs.








Comentários

Postagens mais visitadas