Belém – Religiosidade


Belém é uma cidade que, além de rica na cultura e na gastronomia, transpira religiosidade. O maior exemplo disso é que uma das maiores e mais bonitas festas católicas do mundo acontece por lá – o Círio de Nazaré - celebrado no segundo domingo de outubro.

O Círio de Nazaré é realizado há mais de dois séculos, reunindo dois milhões de romeiros em uma caminhada de fé em homenagem à Virgem de Nazaré.

Basílica Santuário de Nazaré

Como comentei no post anterior que a tradicional procissão do Círio de Nazaré tem o seu início na Catedral de Belém (Catedral da Sé).

Catedral da Sé

O domingo do Círio começa com a celebração de uma missa em frente à Catedral da Sé, às 5h30min. Ao término da missa, às 6h30min, é iniciada a procissão que percorre 3,6 quilômetros pelas ruas de Belém até a Basílica Santuário de Nazaré, localizada na Praça Santuário de Nazaré, onde a imagem da Nossa Senhora de Nazaré fica 15 dias exposta para veneração dos fiéis.

Em todo o percurso os fiéis fazem manifestações de fé, enfeitam suas casas e as ruas em homenagem à Santa, principalmente na Avenida Nazaré, uma das principais da capital paraense. 

Avenida Nazaré

Avenida Nazaré

Além da procissão do segundo domingo de outubro, o Círio agrega várias outras manifestações de devoção, como a trasladação, a romaria fluvial e diversas outras peregrinações e romarias que ocorrem na quadra Nazarena.

A Basílica Santuário de Nazaré, de estilo neoclássico, é um dos lugares mais respeitados e adorados pelos paraenses. O motivo de tanto encanto é constatado por aqueles que chegam à cidade e se deparam com a beleza arquitetônica do prédio e a religiosidade que o envolve.

A igreja, inspirada na Basílica de São Paulo, em Roma, foi construída pelos padres Barnabitas, no início do Século XX e a sua decoração interior foi toda confeccionada por artistas paraenses.

Tem 20 metros de altura, 24 de largura, 62 metros de comprimento, cinco naves e 36 colunas de granito maciço italiano. Além disso, suas duas torres têm, cada uma, 42 metros de altura. Por dentro, todo o forro é de madeira e as paredes são revestidas de mármore.  Os visitantes também ficam deslumbrados com 54 vitrais que se referem a momentos bíblicos e de devoção à Nossa Senhora.

O templo recebeu o título de Santuário somente em 2006, mas desde 1923 é reconhecida por Roma como Basílica, a única da Amazônia Brasileira. 

Basílica Santuário de Nazaré

Basílica Santuário de Nazaré

Basílica Santuário de Nazaré


Basílica Santuário de Nazaré



Basílica Santuário de Nazaré

Basílica Santuário de Nazaré

Basílica Santuário de Nazaré

Na praça localizada em frente à Basílica pudemos observar como os preparativos para o Círio já estavam adiantados.

Praça Santuário de Nazaré

Praça Santuário de Nazaré

Praça Santuário de Nazaré

Basílica Santuário de Nazaré - entrada

Outra bela igreja de Belém é a de Nossa Senhora de Sant’Ana, localizada no bairro de Campina, erguida em 1727 como uma pequena paróquia, sendo a segunda da época colonial de Belém.

A construção atual, no estilo barroco italiano classicizante, foi concluída em 1782 pelo arquiteto italiano Antônio José Landi, cujos restos mortais estão sepultados naquele local.

Igreja Nossa Senhora de Sant’Ana

Igreja Nossa Senhora de Sant’Ana

Igreja Nossa Senhora de Sant’Ana

Igreja Nossa Senhora de Sant’Ana

Dizem que todos devem ir pelo menos uma vez na vida à Belém na época do Círio, mas confesso que ultimamente tenho evitado multidões!

Comentários

  1. Devias ter tirado uma foto da estátua,se não estou enganada é de São Pedro, que fica(va) numa das portas laterais da igreja. A curiosidade da tal estátua é que o lado que fica(va) para o lado de fora, pegando o sol do dia, tinha o pé gelado enquanto que o pé que fica(va) para dentro da igreja sem ter contato com o sol era quente. Não sei a explicação, mas causava estranheza em quem pegava na estátua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dessa eu não sabia, mas obrigado pela dica!
      Abraço e volte sempre!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas